segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Muita Informação & Pouca Disposição

"Acredito no desenvolvimento profissional baseado no domínio do conteúdo, óbvio. Mas sinto que é insuficiente. Não importa que questões você está perguntando se, enquanto você as faz, os alunos estão correndo pela sala de aula." (por Elizabeth Green, publicado no The New York Times em 07/03/2010).

Quando começo a ler textos sobre educação, tudo parece ficar tão óbvio, tão claro. Chego a não entender porque há tanta dificuldade em transformarmos o contexto da educação brasileira. Mas percebo que é a falta de informação, ou melhor, a falta de interesse por essas informações, que contribui para mantermos uma prática estagnada, se não regressiva.

O problema é cada um querer ir por si, achar que é bom o suficiente e que é capaz de promover educação sozinho. Infelizmente ainda há muita ignorância nesse meio docente. Mas, como já dizia Paulo Freire, educação é política, não éh? E como é de conhecimento geral da nação, o problema da política é especificamente a ignorância. Sendo assim, a solução seria lutar contra ela. Mas como?

Simplesmente não me atrevo a pensar em estretégias para essa batalha. Até porque das muitas que já existem, apenas de mínima parte tenho conhecimento. Vou aqui, portanto, lutando contra a minha própria ignorância, estudando e praticando, estudando mais e praticando ainda mais. É quase que uma musculação docente. Sei que não vou conseguir mudar o mundo, mas se eu ficar musculoso já tá bom!

AbraÇOs

Um comentário:

Cammy Silva disse...

Por favor não contente-se em ficar musculoso! É lamentável ver esses rapazes, sarados, às vezes até bonitos, que só sabem rebolar!
Concordo que existem muitos docentes que ainda não perceberam seu papel na sociedade, existem aqueles que se limitam a provar que sabem mais que os alunos,e não ensinar o que sabe à eles. Consequentemente, que aluno vai se interessar pelo que esses profesores arrogantes tem a dizer? De quebra, eles generalizam e acabam dificultando a boa vontade de outros mais competentes que não tem liderança pra por ordem na aula.